Município de Góis

Rota pela Floresta

Data |

19, 21 e 23 de Março de 2018

Entidades envolvidas |

– Agrupamento de escolas de Góis
– Junta de Freguesia de Alvares
– Centro Paroquial de Solidariedade Social Alvares/Cortes
– Livraria Faz de Conto
– Lousitânea – Liga de Amigos da Serra da Lousã
– Junta de Freguesia de Góis
– Município de Góis

Mapa |

Breve descrição |

O programa estabelecido decorreu no dia 19 com as crianças do Centro Paroquial de Solidariedade Social de Cortes e Centro Escolar da Freguesia de Alvares, com plantação de árvores na Capela S. Cristóvão e Adro da Igreja Matriz de Alvares. No dia 21 as acções foram desenvolvidas na sede do Agrupamento de Escolas de Góis, Parque de Lazer do Baião e Quinta dos Maias. No dia 23, as atividades desenvolveram-se na escola básica de Vila Nova do Ceira e Biblioteca Escolar (AEG).

Em termos de participantes: 140 crianças, 138 jovens, 22 docentes, 10 pessoal não docente, 9 técnicos/animadores, 7 representantes entidades parceiras.

Para além da plantação (simbólica) de árvores, desenvolveu-se uma estratégia de educação ambiental assente na dinamização de atividades lúdico-pedagógicas multidisciplinares, não descurando a literacia, com base na leitura interpretativa, apelando a práticas sustentáveis em torno da proteção da floresta e de uma cidadania ativa.

 

Sugestões e compromissos |

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Sugestões e compromissos |

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Sugestões e compromissos |

“Para o aquecimento global travar, mais árvores vamos plantar!.”

“Vamos continuar a plantar espécies autóctones no nosso recinto escolar.”

“A preservação das florestas começa com pequenas atitudes diárias, que fazem toda a diferença. A nossa escola vai proteger um dos bens mais preciosos – a floresta!.”

“Prometemos cuidar e preservar a floresta do nosso concelho.”

“Vamos assumir um compromisso com o futuro: Reduzir o gasto de papel; Ajudar na Limpeza da Floresta; Sensibilizar a comunidade escolar para a importância da floresta!.”

Cristina Martins, Diretora do Agrupamento de Escolas de Góis

“A Freguesia de Alvares congratula-se com a realização das atividades de educação ambiental previstas no âmbito da celebração do Dia da Árvore e Dia Internacional das Florestas, essencialmente, por se desenrolarem de forma descentralizada e equitativa, permitindo que as crianças que distam mais da sede de concelho e da Escola Sede do Agrupamento de Escolas de Góis, como é o caso do 1º ciclo no Centro Escolar da Freguesia de Alvares ensino público e o ensino pré-escolar no Centro Paroquial de Solidariedade Social da Freguesia de Alvares – Cortes (ensino privado), possam, também, desenvolver e/ou aplicar as suas apetências inteletuais, sociais, afetivas, ambientais e ecológicas em torno de uma questão, tão atual, como o(s) cuidado(s) a ter com floresta, tendo em atenção o recente flagelo dos incêndios, ocorridos no ano de 2017, que assolaram uma área significativa desta freguesia e do concelho.

Como professor, reconheço o importante papel da literacia na formação geral das crianças e jovens, sendo essencial a sua praticabilidade, por forma a transformar as crianças de hoje em adultos proativos, mais conscienciosos e preocupados com a sustentabilidade do nosso planeta.”

Victor Duarte, Presidente da Freguesia de Alvares

“O Nosso compromisso: Respeitar as árvores e a floresta:

– Vamos aprender a reciclar (e ensinar os nossos pais!);

– Vamos evitar o desperdício: de papel, de água, de energia…

– Vamos plantar uma árvore e cuidar dela!.”

Carla Simões, Educadora no Centro Paroquial de Solidariedade Social de Alvares/Cortes

“A Livraria Faz de Conto associa-se a esta nobre ação através da literatura para a infância, educação ambiental, e trabalho em comunidade, com uma atividade de histórias, língua gestual e uma dinâmica sensorial.”

Sofia Correia e Marisa M., Livraria Faz de Conto

“No âmbito da celebração do Dia da Árvore e do Dia Internacional da Floresta, é com enorme satisfação que a Comissão de Melhoramentos de Cortes se associa a tão importante ação. Podendo assim, dar a conhecer às crianças da freguesia de Alvares a importância da plantação de uma árvore e cuidados a ter com a floresta.”

Josefina Raposo, Comissão de Melhoramentos de Cortes

“A Lousitânea – Liga de Amigos da Serra da Lousã tendo uma vertente ambientalista no seu objetivo, vai continuar a “educar” para a proteção da nossa floresta e assim trabalhar para que as futuras gerações possam viver em união com o meio ambiente.”

Maria Isabel Martins, Lousitânea – Liga de Amigos da Serra da Lousã

“O Grupo 74, desde a sua implementação, tem vindo a assumir o seu papel de educador ambiental, uma vez que a natureza é vital para as nossas práticas.

Assim, nesta data para nós tão importante, compromete-se a, de forma continuada e persistente, a cumprir e fazer cumprir os pressupostos deste grande movimento “escotismo” transmitidos pelo nosso “mestre” Baden-Powell, procurando deixar o mundo um pouco melhor do que o encontrámos.

“Vale a pena ser bom, mas o melhor é fazer o bem.” Lord Baden-Powell of Gillwell.”

Célia Sanches, Grupo 74 Escoteiros de Góis| AEP – Associação de Escoteiros de Portugal

“A Freguesia de Góis congratula-se pela comemoração do Dia Mundial da Árvore e Dia Internacional da Floresta junto da comunidade escolar.

Esta autarquia tem revelado uma preocupação constante para com as questões ambientais, prova disso é a sua associação às AEA organizadas pelo Município, das quais fomos parceiros no âmbito da atribuição do Galardão Bandeira Azul às praias fluviais da Peneda e Canaveias. Assim, a Freguesia compromete-se a colaborar, dentro do que são as suas competências e disponibilidade orçamental, para continuar a apoiar ações culturais lúdico-pedagógicas de origem concelhia, promotoras da sustentabilidade local.”

Ana Rodrigues, Presidente da Freguesia de Góis

“No cômputo do vasto elenco de competências das autarquias locais, o Município de Góis e o Agrupamento de Escolas de Góis, contando com a colaboração de um conjunto de parceiros, promoveram as comemorações do Dia Mundial da Árvore e Dia Internacional das Florestas.

Apostou-se, pela primeira vez, na dinamização de um programa diferenciado mas equitativo e inclusivo, com o objetivo máximo de promover a educação ambiental, não se limitando a assinalar somente a data da efeméride, mas permitindo que, nos dias 19, 21 e 23 de março, a floresta fosse o mote para um conjunto de ações abrangendo toda a comunidade escolar (pública e privada) inserida no programa  Eco-Escolas.

Imbuídos do espírito implícito no projeto Rota pela Floresta, ao longo de três dias, procurou-se educar, (re)agir, interpretar, conhecer, explorar (capacidades), conservar, gerir, proteger e pensar “por uma sociedade de baixo carbono”.

 O Município de Góis encontra-se cada vez mais determinado na prossecução da sustentabilidade local, assumindo a responsabilidade de educador (não-formal) pela promoção de estratégias e iniciativas direcionadas para a comunidade local, sem descurar os seus visitantes/turistas, um trabalho que vem sendo premiado pela conquista dos Galardões Bandeira Azul e ECOXXI.”

Maria de Lurdes de Oliveira Castanheira, Presidente da Câmara Municipal de Góis

Momentos |

 

 

 

 

 

Ecos |

Avaliação |

Como forma de avaliação recorreu-se a uma análise informal, por parte da equipa técnica do Município, com base na observação direta e da formulação da questão acerca do grau de satisfação (qualitativo) junto da comunidade escolar, pessoal docente, não docente e parceiros, no decorrer das variadas iniciativas.

Fruto desta observação foi possível apurar que os participantes se mostraram bastante satisfeitos com as dinâmicas realizadas, destacando a forma como todos os alunos do concelho, e instituição privada, se sentiram devidamente incluídos nas comemorações, salientando, o facto de que, a realização das mesmas evitou a deslocação massiva dos participantes em autocarros, dado que ocorreram na área envolvente dos equipamentos a eles afetos, verificando-se uma efetiva redução da emissão de CO2.

Apoios |

Município de Góis assumiu o pagamento da iniciativa “Contar para Todos” – obra: “Horta do Simão”, dinamizada pela Livraria Faz de Conto, no dia 19 de março, dirigida às crianças do ensino privado CPSS Alvares/Cortes e do centro escolar da Freguesia de Alvares (público).
Verba: 86,1€